Conectado por

DJ90

Geral

Brasil tem mais de 37 mil mortes e 700 mil contaminados por coronavírus

Publicado por

em

Da noite de domingo para a noite dessa segunda-feira, o Ministério da Saúde registrou 15.645 casos novos de contaminação pelo novo coronavírus. Com isso, o total de casos confirmados passou de 700 mil – são 707.412. E foram anotadas no período 679 mortes com exames positivos para a Covid-19, totalizando 37.134 vítimas fatais da doença.

Na quarta-feira da semana passada, o governo federal alterou o horário de divulgação dos dados da pandemia no Brasil. Era às 19h e passou a ser feito por volta das 22h. E, desde sexta-feira, os dados não traziam a totalização de contaminados ou mortos.

Nessa segunda, o diretor de Análise de Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, explicou que a nova tabela faz parte de uma mudança na estratégia de divulgação das informações. Agora, ela será feita por meio de uma plataforma digital, prevista para entrar no ar nos próximos dias.

Entidades de classe e órgãos públicos reagiram à mudança. A Sociedade Brasileira de Infectologia e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde criticaram o que chamaram de falta de transparência. O Ministério Público Federal instaurou um procedimento para apurar a conduta da pasta.

A Defensoria Pública da União, que mantém o Observatório da Covid-19, procurou a Justiça Federal em São Paulo para pedir a volta da divulgação detalhada dos dados. E partidos de oposição fizeram o mesmo pedido ao Supremo Tribunal Federal.

O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre, do Democratas, informou que a Comissão Mista Especial de Acompanhamento do Coronavírus trabalhará com os dados estatísticos da pandemia fornecidos pelos estados e pelo Distrito Federal.

Na noite desse domingo, o Ministério da Saúde divulgou dois boletins de atualização. No primeiro, informava que, em 24 horas, tinham sido registrados mais de 30 mil novos casos da doença e mais de 1,3 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. Depois, o ministério corrigiu para 18.912 novos casos e 525 mortes. De acordo com o ministério, a diferença ocorreu porque os estados de Roraima e Ceará fizeram uma revisão dos números.

O secretário-executivo substituto do Ministério da Saúde, Élcio Franco, anunciou que, nesta terça-feira, a equipe vai se reunir com as secretarias estaduais de Saúde para definir a nova forma de atualização dos dados. Élcio detalhou a nova metodologia.

Élcio Franco descartou que o ministério faça uma recontagem dos casos.

Nessa reunião, a expectativa é que o Ministério da Saúde anuncie uma nova ajuda a estados e municípios. O governo federal deve ajudar com a logística de distribuição de aparelhos respiradores e com o transporte de pacientes em cidades do interior. Isso porque, de acordo com Eduardo Macário, a tendência é que o vírus comece a atingir, com cada vez mais força, as áreas mais distantes das capitais.

Os meios de comunicação mantêm a consolidação de números totais da pandemia da Covid-19, que apresentam variações de acordo com o horário em que os painéis são divulgados. Entre eles, o Portal EBC, da Empresa Brasil de Comunicação, da qual fazem parte as rádios Nacional e MEC e a Radioagência Nacional. Para consultar os dados compilados pela EBC, acesse ebc.com.br/numerosdecovid19, tudo junto, sem acento e sem traço.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade