Conectado por

Nacional

Asilo onde 1º vítima da ômicron vivia tem outros 4 idosos com infecção pela cepa

No asilo onde o primeiro paciente, de 68 anos, que perdeu a vida por infecção pela variante ômicron do coronavírus no Brasil, em Aparecida de Goiânia, interior de Goiás, confirmou que ao menos quatro idosos foram contaminados pela cepa.

Ao todo, 52 pessoas ligadas à instituição de longa permanência, dentre funcionários e residentes, testaram positivo para Covid-19. Cinco amostras foram sequenciadas – das quais, todas confirmaram infecção pela ômicron.

A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da cidade nesta sexta-feira (7). Além do idoso morto pela doença, outro, não identificado, precisou de internação. O restante das pessoas que foram diagnosticadas recebeu alta médica. 

O Ministério da Saúde informou que foi notificado do óbito nessa quinta-feira (6). A SMS havia informado à pasta no último 20 de dezembro que vários residentes sofriam com sintomas de Covid-19 e a equipe do asilo foi treinada para realizar testes RT-PCR.

O paciente que faleceu foi internado dois dias depois da notificação. No dia 26 daquele mês, precisou ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva e, 24 horas depois, sofreu um choque séptico e morreu. A amostra do RT-PCR foi solicitada para análise genômica e, nessa quinta-feira, o resultado positivo foi divulgado. 

Fonte: O tempo

Mais notícias