Conectado por

DJ90

Geral

Após flexibilização da quarentena, São Paulo registra novo recorde de mortes e casos de coronavírus

Publicado por

em

São Paulo registrou um novo recorde de mortes e de novos casos de coronavírus. Em 24 horas, 327 pessoas morreram por coronavírus e o número total de mortes chegou a quase oito mil: são 7.994 vítimas da doença. O número de casos também deu um salto recorde de sete mil, passando de 118 mil casos confirmados.

 

O crescimento acontece na primeira semana do Plano São Paulo, que prevê a flexibilização da quarentena conforme a situação de cada cidade. Pelo plano, a capital paulista, que concentra o maior número de casos e de óbitos de todo o país, já pode retomar algumas atividades como abertura de shopping centers e imobiliárias.

 

Questionada se a decisão de flexibilizar a quarentena não foi precipitada, a secretária de desenvolvimento econômico, Patrícia Ellen, disse que não dá para tomar decisões com base nos dados de um único dia. Apesar da decisão do estado, a prefeitura de São Paulo ainda não autorizou a retomada das atividades. Mesmo assim, a cidade voltou a registrar congestionamentos nos horários de pico e estabelecimentos comerciais de diferentes áreas já começam a funcionar.

 

Nesta terça-feira (02) a reportagem flagrou lojas de roupas, papelarias, armarinhos e de equipamentos eletrônicos funcionando. Todas com algum tipo de bloqueio na entrada, mas atendendo pessoas nas ruas e causando pequenas aglomerações. Em frente ao Hospital das Clínicas, que tem a maior unidade de atendimento a pessoas com coronavírus de todo o país, vários camelôs vendem água, refrigerantes, doces e milho cozido. Os comerciantes se recusaram a falar com a reportagem.

 

O plano de flexibilização que classificou os municípios do estado em cinco diferentes fases também está sendo questionado por cientistas. Grupos de pesquisa ligados a USP, Unifesp e a Universidade federal do ABC, o Ação Covid-19 e o Portal Covid, alertam que o plano está sendo implantado com o número de casos e de óbitos ainda em ascensão e que isso pode levar o sistema de saúde do estado ao colapso.

 

Nesta quarta-feira (03), o governo do estado vai apresentar um balanço da primeira semana desde que o plano foi anunciado. Apesar do trânsito mais intenso nas ruas e avenidas e do movimento mais intenso do comércio, segundo o governo do estado, o índice de isolamento social foi de 49% na cidade de São Paulo, nessa segunda-feira (01). O índice mínimo, de acordo com o próprio governo, deveria ser de 55%.

Fonte: Ag. Brasil

Publicidade