Conectado por

Nacional

Após confusão em aeroporto, casal de MG embarca com coelho para a Europa

O coelho Alfredo, que motivou uma confusão nessa sexta-feira (19) no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, conseguiu chegar a Europa. Ele e os donos – um casal de Minas Gerais -embarcaram na noite dessa sexta, poucas horas depois de o vídeo que mostra a briga que aconteceu após os funcionários da companhia aérea tentarem impedir que o animal viajasse na cabine do avião. O caso aconteceu na última quinta-feira (18) e o casal chegou a ser agredido pelos colaboradores da empresa. 

Na manhã deste sábado, nas redes sociais, eles informaram que haviam chegado em Amsterdã (capital da Holanda), e aguardavam o voo para Dublin, na Irlanda. Quem “assina” a mensagem é Alfredo. “Olá pessoal! Aqui é o Alfredo, pedi para o papai escrever essa mensagem para mim. Estou muito feliz com todas as mensagens que estamos recebendo e todas as demonstrações de carinho e afeto!”, diz a mensagem, que traz imagens do animalzinho ao lado dos donos no aeroporto de Amsterdã.

 

“Quero dizer que estou bem, estou muito feliz por sinal, ganhei diversas frutas durante a viagem, estou agora aguardando com papai e mamãe o próximo vôo! Assim que eu chegar na Irlanda avisarei! Lambidinhas para todos vocês!”, continua a mensagagem.

Nos Stories, o administrador Jorge Philipe Guadalupe, tutor de Alfredo, também comentou o episósio ocorrido no Aeroporto Internacional de São Paulo e explicou que eles conseguiram embarcar às 20h dessa sexta-feira. “Acabamos de chegar aqui em Amsterdã, graças a Deus deu tudo certo nesse segundo voo, uma pena que no primeiro não tenha dado”, disse Jorge no vídeo.

O tutor de Alfredo afirmou que todos chegaram bem. “Estamos muito cansados, mas a gente já viu a proporção que ganhou essa notícia e ficamos felizes que as pessoas estão do nosso lado”, comentou Jorge, agradecendo as mensagens de apoio que eles receberam. A previsão era de que o casal e Alfredo desembacassem em Dublin ainda neste sábado.

Entenda o caso

Segundo os advogados de Jorge Philipe Guadalupe, ele tinha autotização judicial para embarcar com Alfredo na quinta-feira e levá-lo na cabine do avião. Entretanto, ele foi barrado pelos funcionários da companhia aérea KLM, o que deu início a uma discussão e também agressão física.

No vídeo que viralizou na internet é possível ver o dono do animal xingar a funcionária empresa. Em seguida, Jorge é agredido por outro funcionário e uma briga se instaura. No vídeo é possível escutar o administrador argumentar que teria autorização que o permitia levar o coelho com ele na cabine.

Os advogados do tutor de Alfredo informaram que o animal e os donos entraram no avião sob escolta policial, após uma segunda autorização da Justiça. Em nota, a defesa de Jorge afirmaram que antes da viagem haviam  feito contato com a KLM comunicando sobre a primeira liminar judicial autorizando o embarque do coelho. Porém, segundo os advogados, “o comandante informou não se importar com a decisão judicial e retornou à aeronave, sem os nossos clientes”.

“O nosso escritório repudia, veementemente, toda forma de violência e, mais ainda, o desrespeito às decisões judiciais, que são um dos pilares do estado democrático de direito”, escreveram em nota os advogados de Jorge Philipe Guadalupe.

Em nota, a KLM afirmou que houve um “equívoco interno”. “Devido a um equívoco interno da companhia, o transporte excepcional do animal na cabine da aeronave, com base em uma decisão judicial, não foi comunicado à tripulação do voo com antecedência”, afirmou a companhia aérea.

A empresa também disse que “lamenta profundamente que a situação tenha escalado para um desentendimento no local de embarque” e que uma investigação interna foi aberta para entender os fatos.

Fonte: O tempo

Mais notícias