Conectado por



Geral

Mães buscam no estudo profissionalizante formas de proporcionar bem-estar à sua família


Compartilhe:

Publicado por

em

Um dos maiores desafios das mães que estudam é encontrar tempo para dedicar aos seus filhos. Muitas estudantes chegam até pensar em abandonar os estudos, mas descartam a possibilidade, pois querem crescer profissionalmente para melhorar a vida da família.

Daiane Batista de Souza, 32 anos, que se formou no primeiro semestre de 2024, no Curso Técnico em Enfermagem, no município de São Francisco do Guaporé, lembra que no início das aulas, ainda amamentava, e quando chegava tarde em casa, os dois filhos: Anthony Gabriel, (3 anos), e Emanuelly, (8 anos), já estavam dormindo.

“Teve um período em que eu trabalhava pela manhã, estagiava à tarde e estudava à noite. Meus filhos ficavam chorando na casa da babá, querendo ir comigo e dizendo que me amava, pedindo para eu não deixa-los”, recorda a técnica em enfermagem, formada pelo Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (Idep).

Ela pensava em desistir do curso, quando um dos filhos adoecia, mas seguiu firme no propósito, porque o foco da sua profissionalização é justamente garantir o conforto das crianças.

SAUDADE

No caso da estudante do Curso Técnico em Secretaria Escolar do Idep, Aline Nascimento, de 30 anos, moradora do Bairro Teixeirão, em Porto Velho; a saudade da filha Aylla Vitória foi marcante. A menina, que tem um ano e dois meses precisou passar duas semanas em São Carlos, no Baixo Madeira, na casa da avó materna.

“Meu esposo cuidava da nossa filha, mas ele precisou fazer o curso de Copeiro Hospitalar, também no Idep, então minha mãe se prontificou a cuidar da nossa filha, enquanto a gente estudava”, afirmou.

Em seus relatos, Aline Nascimento chegou a sentir-se dividida entre a necessidade de dar atenção à criança e fazer uma atividade escolar.  Foi quando fazia o curso remoto de Assistente Administrativo. No momento de fazer a prova final, que tinha prazo para ser concluída, estava sozinha em casa, cuidando de sua bebê, que não parava de chorar, pois era hora de mamar.

“Eu achei que não iria conseguir. Coloquei minha filha mamando de um lado e com o celular na outra mão fiz a prova. Ela me olhando e eu vendo aquele olhinho tão lindo, apenas sorri e pensei princesa de mamãe, nós vamos vencer”, recorda feliz, pois, com o término do curso do pai, Aylla voltou à casa.

INVESTIMENTOS

Para o governador Marcos Rocha, os investimentos da gestão estadual em políticas públicas voltadas a mulheres estão contemplando mães trabalhadoras que buscam a inserção no mercado de trabalho, ocupando  um posto de trabalho ou empreendendo.

“Com a oferta de cursos gratuitos nos 52 municípios, o Governo do Estado está motivando a população rondoniense a crescer profissionalmente. Com isso, muitas mães estão mudando a história de suas famílias, graças à formação profissional”, ressaltou o governador.

Nesse sentindo, o Idep oferta cursos voltados, também, para o público feminino. A presidente da instituição Adir Josefa de Oliveira destaca que  há vários casos de mulheres que estão construindo uma  carreira de sucesso depois de se capacitarem, inclusive, algumas se tornam  empreendedoras de sucesso. “Muitas mulheres estão sendo protagonistas da sua própria história e inspiração para outros membros da família”, destacou.

Publicidade

Mais notícias

Compartilhe: